Ademar Pinto é condenado a 3 anos de prisão por fraude em combustível. - Rota Notícias

[Fechar]

Prefeitura-01

Notícias Recentes

Ademar Pinto é condenado a 3 anos de prisão por fraude em combustível.

O ex-prefeito de Guaratinga, Ademar Pinto Rosa, e pai da atual prefeita da cidade, Christine Pinto, ambos respondem a vários processos judiciais, e entre os tantos crimes atribuídos a dupla em períodos distintos, uma sentença judicial expedida em 30 de outubro de 2019 pelo juiz federal Alex Schramm de Rocha, pediu a prisão do ex-prefeito Ademar Pinto Rosa (2009-2012), por crime cometido à época em que foi prefeito de Guaratinga.
 A decisão do magistrado em desfavor do ex-prefeito dar-se pelo "ESQUEMA DE COMBUSTÍVEL" plantado dentro do então 'Auto Posto Casarão' de propriedade do ex-prefeito, (à época na condição de prefeito) camuflado em nome de seu afilhado, Raphael Alves Castro, também igualmente condenado na mesma sentença, a cumprir pena de 03 anos de reclusão. 
Em suma, o modus operandi da fraude do combustível, que também contava com valores exorbitantes de abastecimentos, com cifras milionárias, em veículos fictícios, justamente aconteceu num período de recesso escolar e desaceleração das atividades da máquina administrativa, nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro de 2017.
Ademar Pinto Rosa e Raphael Alves Castro, ambos arrolados no mesmo processo foram apenados em 3 anos de reclusão pelo crime contra o erário público, no entanto como são réus primários estão em liberdade, embora contra Ademar haja outros processos criminais, que, havendo nova sentença pode leva-lo para a cadeia.
Fonte: Giro de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário